Home

Biografia
Discografia
Downloads de mídias
Entrevistas, matérias e reportagens
Livro do Damião Experiênça
Bandas influênciadas por damminhão
Entre para a comunidade Damiônica
Home
Assine o Guestbook
 


Home :: Bio :: Biografia de Daminhão Experiença

 Biografia

Damião Daminhão Daimeâo Damião Experiença Experiência

    Esta biografia é baseda no livro de Damião (constante neste web site) e também em entrevistas pessoais feitas com ele, cedidas por amigos ou em nossas conversas ou nos raros filmes e registros de quem conseguiu com muito custo, Optamos neste site por acreditar em todas as versões ditas por ele, afinal., o que é a realidade ?

    Nascido na Bahia, cidade Lauro de Freitas, distrito de Portão, perto de Salvador. Damião aos 13 anos foge de sua casa para escapar da brutalidade dos pais que batiam nele com cipó de cabo e como clandestino viaja em um navio até o Rio de Janeiro. Vai morar na zona com as putas, descobre o mundo cedo; como passa fome, decide entrar para a marinha brasileira, para poder comer. Troca de emprego n vezes, aprende a ser homem na rua, segundo ele. Freqüenta puteiros e bordéis, decide morar com uma mulher numa casa de palafita, desertando. Arrepende-se, após 15 dias volta para o quartel, pega 1 ano de cadeia, 1 mês de solitária. Sai transformado; ali ele conheceu o Planeta Lamma. Entrou Damião Ferreira da Cruz, saiu Damião Experyença.

    Começa a pintar um quadro chamado Planeta Lamma, e começa a aprender música na cadeia com os amigos, estamos nos anos 60, pré-ditadura, e a era hippie está em sua plenitude. Damião está no meio disto tudo. Em outras versões, contaria ele que puxou cana por alguns anos devido a cafetinagem, em outras nunca foi para solitária.

    Quando sai da cadeia vira operador de radar, e após alguns anos e por conta de um acidente (ou quem sabe por conveniência) a marinha o aposenta após cair do mastro de um navio e bater a cabeça. Damião está de volta às ruas, retorna para a profissão que o acompanhou desde cedo - vira cafetão. Usa o dinheiro ganho das prostitutas para gravar os seus discos (em outras versões usou o dinheiro do soldo). Começando com o primeiro em 74, chamado Planeta Lamma;, gravado solo, um violão com apenas 1 corda (há controvérsias porém), 1 espécie de chocalho pendurado no violão para fazer percussão e uma gaita presa ao pescoço, cantado quase todo no dialeto do Planeta Lamma, linguagem aprendida (ou criada por ele ?) e que você inevitavelmente ouviria trechos em qualquer conversa com Damião, onde ele misturava bom português com palavras dos discos e interjeições únicas.

    Até o disco de número 36 (talvez menos), são 30 anos de gravações, mas a história prossegue. Vem o segundo disco, com duas cordas no violão, o terceiro com três, o quarto com quatro e o quinto, com cinco (ao menos essa era a lenda propagada, o próprio Daminhão desconversava as vezes). Começam mais experimentações sonoras, os discos acústicos vão cedendo lugar para uma banda, sobreposições múltiplas de gravações de músicas diferentes, e como as músicas já estão mais maduras, há um equilíbrio entre o dialeto do Planeta Lamma e o português convencional (com pitadas de espanhol). Existe uma percussão sincronizada, há uma gaita e uma marimba em alguns discos, em outros discos Daminhão mistura suas gravações acústicas com as músicas da banda criando o caos sistemático, muitas vezes tendo cinco músicas distintas sobrepostas, todas cantadas no dialeto, com bases insondáveis, Algumas letras impares também. Lança nesta fase sua autobiografia, contida no site, na seção Livro ; em seus dois discos finais, afirma que essa biografia encartada nos discos antigos é falsa, que ele não escreveu ou que a estória não é bem aquela.

    Alguns discos após Damião grava com uma banda, e lança seus discos pelo seu selo, Planeta Lamma (um dos primeiros selos Indies do Brasil) e tem uma banda; a banda Planeta Lamma, segundo ele formado por músicos hoje famosos da TV e da mídia que não revelam o nome. São rocks progressivos de todos os tipos com letras (quase todas) criadas na hora, on the spot, algumas cantadas sobre uma base de rock pesado (como ele diz) já nos anos 80, prossegue neste formato até parar em 1992 com o último disco de vinil. Em 2007 para celebrar o site entra no estúdio e grava dois discos finais direto para CDR

    Após 30 anos de carreira, cansado do deboche público, da falta de apoio e da mídia em geral ignorar sua obra, empobrecido como todos nós por sucessivos planos econômicos, e com todas as dificuldades que ele se impunha dado ao seu temperamento singular, ele se aposenta, esquece seus discos e perde as matrizes das gravações em inundações que ocorrem no banheiro da sua casa. Fica semi recluso, recebe poucas visitas, distribui todos seus discos restantes,. Há uma retomada e um leve interesse em sua obra após o lançamento do site e em meados dos 2000, os fãs começam a aparecer em sua casa motivados pela descoberta da música, porque esstava vivo e e pela nova exposição que Daminhão ganhou tendo seu som difundido. É chamado para alguns shows e documentários, oscilando entre a aceitação e o deboche, entre os impropérios e os choros. Damião nos deixa no fim de 2016 no dia 10 de Dezembro de causa não divulgada, aos 81 anos. Há algumas fotos de nosso primeiro encontro na sessão Downloads.

    Ironicamente, quando Daminhão acredita que esqueceram de sua obra, nós do Portão do Daminhão iniciamos nossas atividades em 2001, resgatando os discos do Daminhão, divulgando o artista e mostrando outras formas de música. 

    Quem somos ? Somo um grupo de fãs de Daminhão de São Paulo, agora já abrangendo o mundo todo , que mantém este site no ar todos estes anos, bem como provedor e dominios, e somos também influenciados pelo Daminhão em nossa banda, a Supersimetria. Não temos nenhum lucro com o site, não vendemos produtos , lps, cds, etc. Tudo é pela obra e pelos amigos. Forte abraço a todos

    Arte é Musica ?

    Hamaaaalaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaai .

    

 FAQ

As presentes perguntas são sempre comuns, e verificamos junto a Damião. Os textos em itálico são citações do próprio Daminhao.. A veracidade dos fatos é questionável as vezes, na medida em que você verá contradições em 4 entrevistas distintas neste site mesmo. Observe isto na seção Midia.

Sua sensibilidade politicamente correta não cabe nos discos do Damião, portanto se você veio até aqui com esse espírito, PARE AGORA!!! Não queremos ferir susceptibilidades e as opiniões do Daminhão eram dele exclusivamente, pedimos a gentileza de não encher nosso saco com isso.

- Quem é o autor de todas as músicas ?
Todas as músicas, letras, arranjos, regência ,orquestração ,capas de autoria de Damião Ferreira da Cruz, que é o Daminhão Experyença. (Esta nota foi colocada a pedido do próprio Damião.)

- Damião está vivo ?

Não, faleceu aos 81 anos no dia 10 de Dezembro de 2016; morava num apartamento no RJ
teria 

Fotos:
 


- Damião era mendigo ?
Não, mas frequentemente o confundiam pelo jeito despojado de vestir. Ele também sempre dizia isso em entrevistas, no geral para despistar jornalistas e gente que ele não gostava, embora em algumas músicas exista a mensagem - "Só os mendingo salva o praneta"

- Como Damião gravou seus discos ?
Com dinheiro de cafetinagem, ou com aposentadoria. Faça sua escolha. :)

- Quer dizer que ele era/foi cafetão ?
Segundo ele, ainda era até 1 anos antes de sua passagem.

- A marinha dava um soldo para ele ?
Sim, ele recebia um salário por ter sido aposentado na marinha como sargento operador de radar.

- Como Damião saiu da marinha ?
Caindo do mastro de um navio. Leia " O LIVRO", ele conta isto em detalhes, na seção livro.

- Damião gosta de apanhar de mulher ?
Sim. Eu sou masoquista.......

- Damião gosta de mulher lésbica ?
Sim, se você se casa com mulher lésbica, chega em casa e só encontra mulher, se casa-se com mulher normal, chega em casa e encontra homem.

- A censura boicotou discos do Damião ?
Daminhão disse que as músicas cortadas em seus LPs foram para a censura aprovar, em outras ele disse que a censura não o deixou aparecer na tv, nos anos 70. Achamos improvável, ouça os discos e você entenderá

- Quantos discos Damião gravou ?
36, segundo ele. Acreditamos ser um pouco menos, algo entre 24/30, ele mesmo não sabia, o conceito de disco para Damião era elástico. Veja mais abaixo a explicação desse conceito.

- Qual o problema de Damião com a mídia ? Ele dava entrevistas ?
Não, Damião acreditava que a TV e uma parte da imprensa o tratariam como uma aberração, não como um artista e não teriam respeito nem pela pessoa, nem pela sua obra. Vários jornais, programas de TV e de entrevistas renomados tentaram e não conseguiram. Ele não queria ser ridicularizado. Eventuais entrevistas que deram certos foram conseguidas graças a pessoas bem competentes e sérias, que o respeitaram, ou amigos ou até mesmo uma cascata de mentiras para o jornalista ir embora, se ele não ia com a cara do sujeito. Outra coisa comum era você ser insultado ou ter o tratamento do silêncio por 30minutos. Do nada ai ele começaria a cantar no dialeto.

- Damião fez shows ?
Poucos e raros, geralmente com bandas alternativas.

- É verdade que ele já participou de discos de outros artistas ?
Sim, mas não gostava de comentar o assunto, ele não falava sobre isto, evitava inclusive com raiva. Existia uma resistência por parte do Daminhão em assinar papéis de qualquer natureza - Minha obra é do mundo. A música Forró de Janeiro do Luiz Melodia tem Damião gritando no fundo, o que ele nega com veemência, também a música História da Guitarra dos Novos Baianos rende uma homenagem a Daminhão em seus versos.
A banda Professor Antena tentou colocá-lo em uma de suas músicas mas por não assinar nada, ele ficou de fora mesmo tendo gravado. Gravamos em nossa banda também algumas música com ele.
- Damião era comunista ?
Não era mais, ele acompanhou a ascensão das ditaduras sobre o proletariado e a consequencias das ditaduras de esquerda. As coisas que a gente fala quando é jovem.

- Ele levava sua obra a sério ou Isso é sério ?
Sim, sabe o que gravou em cada disco, como foi gravado, repete as letras cantando no dialeto do planeta lamma, conhece as letras, inclusive das músicas reprises (mesma base outra letra, mesma letra outra base), tudo é intencional, até o que parece ser randômico. Sempre procurou respeito para sua música a pesar dos escárnios .

- O que é o dialeto do Planeta Lamma ?
É uma linguagem aprendida ou criada, usada em vários discos. Só Daminhão falava o "dialeto", como ele gostava de chamar. - Linguagem do povo do infinito ao universo de rose 1999 . Não ensinava para ninguém

- Quantos livros Damião tem ?
Um, encartado em vários LPs diferentes, até que o estoque de livros acabou. Na seção Livro neste site você pode degustá-lo.

- Qual era a tiragem dos LPs ?
De mil a 2.500 cópias cada, metade distribuida, metade doada, uma pequena quantidade vendida, segundo Daminhão.

- Damião e a virgindade.
Se você não casar com mulher virgem, ja é corno, já comeram tua mulher.

- O que são os bichos da cara preta, citados nas músicas ?
A polícia, as autoridades.

- Em que Damião acreditava ?
No amor, sempre eterno, sem ele você não vive.

- Damião conhecia a internet ? E o site ?
Sim, mostramos ambos para ele. Ficou emocionado e nos apoiou com muita força. As fotos do encontro estão na seçao download.

- Vocês são autorizados pelo Damião a fazer o site e a deixar as músicas para download. ?
Sim, somos e você também é. Damião abriu mão de todos os direitos, porém se negava a deixar que prensassem novamente qualquer disco.

-Vocês ganham algo com o site ?
Apenas contatos, networking, amigos. $$$  nenhum até hoje. Aceitamos convites para tocar em casamento, batizados, barmitzva, etc..

- As músicas de Daminhao são livres ?
São, ele deixou aberto pro mundo conhecer sua obra, fazer download e usar como quiser.

- Ele morava na rua ?
Não, ele tinha apartamento próprio. Leia a biografia, em seus últimos dias ficava no Rio de Janeiro - Brasil, na praça José Bonifácio em Ipanema, e cercanias, geralmente perto do supermercado Zona Sul. Ele andava por ali o dia todo, bastava perguntar dele para os comerciantes locais, muitos deles amigos de Daminhão e que nos deram boas informações dele.

- Como a obra de Damião é vista ?
No Brasil ele era tido como doido e músico de segunda categoria (como tantos outros), sem espaço para shows ou veiculação. Recebemos ao longo dos anos vários contatos internacionais que o colocavam numa lista de TOP - Progressivo/Experimental Os discos de Damião hoje são caríssimos, um indicativo do que aconteceu efetivamente.

- O que é e onde fica o Planeta Lamma ?
Planeta Lamma é 27 paus debaixo da lama. Não tem fulano, não tem sicrano, todos nós somos do Planeta Lamma. Pode ser barão, pode ser ladrão. Fora isto é o nome do selo, da ex-banda , do livro, de um quadro e de um disco do Daimeão.

- O selo Planeta Lamma foi o que ?
Foi o selo que Damião teve e criou para conseguir lançar todos os seus X discos de forma independente e autônoma.


- O que são os numeros 4c e 1308 ou 308 que aparecem em vários discos ?
Era o endereço dele e o número de seu apartamento, nome de algumas músicas inclusive. Ele mudou para 308 nos nomes das músicas depois que o numero 1 caiu da porta.

- O que os números 1969, 1999 e 69 têm em comum ?
1969 é o 69, posição sexual, também em certas músicas tem conotação da relação sexual em si - qual o homem qual a mulher que não gosta de fazer um 1969 ? Já o número 1999 preenche toda a obra e não tem explicação.

- Damião Experyença foi influenciado por Jimmy Hendrix Experience ?
No começo foi, depois mudou porque ele , Damião, ficou mais "complexo", em suas palavras: Tudo é experyença, e não experiência, porque experiência todo mundo pode fazer, mas a experyença por ser diferente e não ser experiência é o que fica em cada coisa que você faz, só a experyença, porque com o tempo ela não çessa (assim mesmo com ç).

- Algumas figuras citadas por Damião em suas músicas ?
João Cândido, marinheiro líder da Revolta da Chibata que cercou o RJ com navios e ameaçou bombardeio, exigindo reformas na marinha. Fildel Castro, ditador cubano, Getulio Vargas, ditador brasileiro, Isabelita Peron, segunda mulher do governante argentino. Damião tinha fixação por esses personagens em suas músicas

- Damião entendia de música ?
Sim, conhecia de tudo, de jazz a punk, gostava muito de música "pesada" e se influenciava no barroco. O seu apartamento era lotado de discos por todos os cantos de todos os tipos... todos mesmo.

- Quem são os músicos que gravaram com Damião e quem foi o pessoal do estúdio?
Damião não revela os nomes dos que foram os integrantes da banda Planeta Lamma, diz apenas que hoje são todos músicos de sucesso, idem para os técnicos de mesa. Se você tocou, participou, remixou ou teve algum envolvimento com o trabalho do Damião, por favor mande-nos um email para reconstituirmos uma fração da história, o Damião não dava maiores detalhes. damiaoexperienca.net@gmail.com . O que se sabe é que os primeiros discos foram gravados no lendário "Estúdio Havaí" no RJ, lugar que marcou e gravou grandes pérolas da mps, samba, soul, funk brasileiro.

- Haverá um relançamento da obra do Damião ?
Ele ao menos não pretendia, nós também não temos intenção alguma de. Todas as vezes que alguém pediu para relançar um vinil do Daime, fomos até ele com o email impresso e falamos acerca de, o que ele SEMPRE disse não, acrescentando ainda que com a Internet não via sentido em alguém relançar seus álbuns

- Que som Damião ouvia ?
Tudo, música eletronica, comercial, grind, funk carioca, é realmente impressionante.

- Damião era nazista ?
Sim, mas dizia-se judeu ao mesmo tempo, bem como afirmava que era macaco e tatu, do Planeta Terra e do Planeta Lamma, preto branco e azul, e mais uma combinação de possíveis aleatoriedades. Certa vez, cansados do papo nazista falamos para ele que numa Alemanha de 1942 ele morreria num forno, ao que ele respondeu - Essa história do nazismo deixa todo mundo puto por isso eu repito essa porra sempre KKKKKK -. Esse era o Damião

- Damião apoiava a ditadura ?
Sim, e foi contra o movimento diretas já. Segundo ele a ditadura garantia a ordem, hoje o Brasil é um campo de extermínio, onde qulaquer um com dinheiro manda matar quem quiser, e as pessoas matam, com a bíblia na mão. Chamamos a atenção para o fato do Damião ter sido militar também.

- Damião acreditava em Deus, tinha religião ?
Damião acreditava em Deus., mas não acreditava nas religiões, como gravou e falava religião é fanatismo, é lenda, é um meio de vida.

- Daminhão tinha filhos, ou era casado ?
Nenhum registrado no meu nome - eu nunca casei. Sou bicho solto.

- Porque algumas músicas se parecem tanto com outras ?
Porque são. Damião usava a mesma base com outra letra, a mesma letra com outra base, juntava duas ou três bases e fazia um som novo som composto de todas estas bases que foram unidas. Regravava a mesma música com nome diferente em outro disco, e a partir daí passava a ser outra música.

- Como faço para ouvir os discos ?
Vá para downloads

-Onde encontro vinis do Damião ?
Em sebos e lojas especializadas em vinis. Não temos discos para vender, nem comercializamos os nossos, por favor não insista.

-Onde compro cds do Daminhão, ? Vocês tem para vender ?
Leia o item acima.

-Onde compro uma camiseta do Daminhão ? Vocês vendem ?
Leia o item acima.

-Ouvi dizer que Daminhão tocava todos os intrumentos e fazia o master dos discos, é verdade ?
Ele afirmava às vezes que sim, outras que a banda Planeta Lamma é quem gravava. Tem até um povo do RJ que afirma que ele dava festas na casa dele, onde gravava os caras tocando e depois lançava os discos, sem cachê ou crédito aos músicos. Como vocês podem ler nos discos: "Todas as músicas, regências, composições autoria de Damião Ferreira da Cruz". Alguns discos ao fim e inicio das músicas você pode ouvir os técnicos falando - Vai tá gravando - ou ainda rindo. Essa é umas das estórias que NUNCA ele falou a verdade.

-Foi Daminhão quem prensou seus discos ?
Ele afirmava possuir a famosa prensa do padre que ficaria teoricamente em Belford Roxo ou em uma chácara que clamava possuir, que às vezes trocava de lugar e é na Barra da Tijuca. Há duas correntes, as que dizem que tudo isto é verdade e as que dizem que é mentira. Há ainda uma tendência que afirma que parte é verdade. As discussões eram postadas nas comunidades do Orkut, que mais colaborava para mentir do que qualquer outra coisa.Ainda há pessoas que afirmam que o Motta da Moto Discos, dono da Modern Sound era quem lançava Damião. Os discos dos anos 90 registram no rótulo uma prensa de São Paulo cuidando da prensagem dos discos, que só deve ter aparecido por ser lei. Com o tempo, descobrimos que a prensa de Belford não era dele e nunca foi, e que o Mota não lançou os discos. A chácara ficou em aberto, e o Orkut acabou.

- Quais são os discos lançados ?
Vá para discografia e leia , ler enobrece.

- Como posso saber mais sobre o Damião ?
Vá para o livro e leia, ler enaltece.

- O rastafari de Damião tem influência de Bob Marley ?
Não. Daminhão fez seu rasta antes de Marley por inspiração própria, muito antes do reggae, nos anos 60. Ele lamentava ter feito um rasta no Brasil, ninguém levou seu cabelismo a sério.

- Damião era rastafari, tem ligação com a religião / movimento rasta ?
Não, não era, e não tinha. Ele era rastafari do sertão.

- Qual de seus discos e músicas ele mais gostava ?
De todos e de todas, não tenho preferência.

- Porque os números, a quantidade de discos parece estranha ? 28, 34 ? 13 ?
Porque não existe ao certo um modelo que o Damião usava para contar um disco. Às vezes cada lado do LP é um disco, caso do Planeta Galinha e do Bocagi (mesma bolacha, isto é vinil, porém discos diferentes), às vezes é um só, caso do Planeta Lamma. É necessário ter um vinil ou ver o rótulo do disco para acompanhar essa explicação. A contagem é mais ou menos pelo número de lados com nomes diferentes, o que parece ser o modelo que o Damião utiliza. Quando perguntamos, nem ele sabia ao certo. Parece que a lógica do sistema é tal que, fora as letras, que indicam os lados, Lado T;ladoU, lado X/Z, há depois uma sequência numérica. Observe que junto aos títulos dos disco há uma contagem, tipo 098, 097, o que indicaria o disco e sua sequencia algo como lado 0.4 ou lado 0.5. Algumas coisas também são fragmentadas. como lado UR lado SS, formando URSS, ou ainda invertido como RELTIH, que é Hitler.

- Porque a fixação de Damião com cana, caiana, cubana, plantar cana, chupar cana, etc. ?
No Brasil dos anos 60 e 70 os comunistas acreditavam que uma prova de filiação real ao socialismo/ comunismo da época era ser cortador de cana nas plantações de Cuba, para mostrar que todos eram iguais e que até médicos cortavam cana (sic !!!), fora o fato que Cuba tinha uma escola de guerrilheiros onde as pessoas da América Latina treinavam e aprendiam guerillha, claro; Damião provavelmente bebia desta crença. Em conversas ele nos disse ter morado em Cuba e em Trinidad Tobago, mostrando uma foto de alta definição com um táxi amarelo de faixa azul no fundo. Aqui é Trinidad Tobago.

- Damião tem similares ?
Não. Seu som sempre foi individual, alguns artistas sofreram influências dele como Rogério Skylab, Supersimetria , PexBaa e outros.

- Tenho um disco igual ao de um amigo meu, porém com capa diferente ! Como isto é possivel ?
Somente o primeiro e o segundo disco tem as capas certas com o nome das músicas e o nome do disco. Os outros discos não têm capa certa, Damião fazia prensagem das capas em blocos e colocava os vinis na primeira capa disponível que estivesse à mão, inclusive nas capas do primeiro disco que sobraram (isto é, foram feitas mais capas que discos). Algumas vezes você verá a frase singular no vinil - Capa Velha Disco Novo -, por ai você faz uma idéia.

- Tenho uma capa igual a de um amigo meu, porém com disco diferente !!! Como isto é possivel ?
Topico anterior, por favor, mesma idéia

- Tenho um disco com o nome igual ao do disco de um amigo, mas as faixas são outras... Como isto é possível ?
Topico anterior, irmão... quase tudo é possível...

- Meu disco acusa no rótulo só uma faixa, mas no vinil são 5 . Está errado ?
Não, não está. Damião às vezes engloba quatro ou cinco músicas com um nome. Outras vezes dá o mesmo nome a músicas diferentes. Outras vezes você terá só uma faixa de um lado e 8 nomes de música impressos. Outras vezes você pegou o disco errado.

- Daminhão nunca gravou por uma grande gravadora ?
Já foi convidado várias vezes, mas junto de cada convite vinha sempre uma bula de comportamento, aparência, letras, sons, e Daminhão sempre achou de bom tom dizer não. Era avesso a assinar contratos, como ele dizia - sou bicho solto. Esta é uma forma de ver.

- O que significa este símbolo encontrado na capa de alguns discos ?

É minha nave que me leva ao Planeta Lamma
Nave do Planeta Lamma

-O que são as fases do Damião ?
Foi uma forma que achamos por aqui de catalogar os " períodos 'do Damião. É uma idéia totalmente umbigocêntrica, se você vai ou não segui-la é risco seu e Damião nunca as sustentou, porém nunca disse não também. Chegamos à conclusão que as músicas obedecem à seguinte lógica : uma primeira fase acústica, violão, voz, gaita e tampinhas de garrafa fazendo um chocalho (veja isto na capa do Planeta Lamma original, o primeiro). Logo após , esta primeira fase porém com marimba e bumbo gravado em outros canais, as vezes baixo começa a segunda fase onde ele também sobrepõe duas gravações acústicas. Depois disto vem uma fase com bases de rock progressivo, blues, funk, reggae e hardrock colada quatro ou cinco vezes, superpostas, (inclusive com músicas da primeira fase) ; até aqui seu trabalho é quase todo cantado no dialeto do planeta lamma. Após estes discos, vem uma fase de rock progressivo/rock errou com vocais e eventuais pirações, e acaba numa fase final mais progressiva com as letras cantadas quase todas em português.

- A história do primeiro disco com uma corda, o segundo com duas, o terceiro com três, etc... é verdadeira ? Ele gravou os discos assim mesmo ?
Ouvindo os discos com atenção você terá esta resposta. Acho que a melhor idéia aqui é que algumas músicas foram gravadas assim, distribuidas ao longo dos discos da fase acústica. Damião afirma que sim, é claro.   A título de curiosidade o violão damiônico é composto de 4 cordas, sendo que uma delas é uma corda de baixo. A afinação é microtonal.

- Qual a coisa mais pitoresca dos discos ?
As frases nos começos e fins de música - Vai, tá gravando, a palheta quebrou, a corda estorou, vamos ver esta corda aí cumpadi, o peito não deu, Ritrá tá vivo no planeta lamma, eu amo isabelita peron, só os mendigo salva o planeta,etc...

- O que há de inovador em Damião ? O que devo procurar ?
Mergulhe nas músicas e descubra, entre tantos, a extensão da discografia que fala por si,.
idéias inovadoras, criação de um dialeto, colagens, letras , músicas com 1/2 cordas, etc.., grind antes mesmo do punk ter nascido, rasta em 70, estética pura, capas, imagens, fotos, letras, idéias., um pedaço do Brasil atonal, self Made man, selo próprio independente antes do dito "alternativo" e por fim um banquinho e um violão (mesmo que seja de uma só corda).

- O Damião existe ?
Sim, no PLANETA LAMMA.

- Gostaria de colaborar enviando material, como faço ?
Por favor, mande um email antes para a gente em damiaoexperienca.net@gmail.com

- Onde mais encontro informações ?
O software Soulseek (www.slsknet.org) tem vários usuários com arquivos do Daminhão.

- O site mudou, vocês ficaram bundões, retiraram críticas, etc...
O tempo passou para nós. Deveria passar para você também.

- Quero ajudar, minha pergunta não esta aqui.
Mande um email ou fale com a gente: damiaoexperienca.net@gmail.com


Hamalaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii


Topo

 




Acessos ao site desde
25 de agosto de 2002: